http://missionarios.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/768238Mo__ambique.jpglink
http://missionarios.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/399617_sMo__ambique1.jpglink
http://missionarios.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/812008_sAngola1.jpglink
http://missionarios.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/867587_sAngola2.jpglink
http://missionarios.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/395244_sAngola3.jpglink
http://missionarios.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/996574_sAngola5.jpglink
http://missionarios.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/744963_sJap__o3.jpglink
http://missionarios.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/749718_sJap__o4.jpglink
http://missionarios.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/121613_sJap__o7.jpglink
Mocambique1 Angola Angola2 Angola Angola4 Japao1 Japao2 Japao3
Mensagem final da XIII Assembleia Geral da SMBN

Reavivar o ardor e a paixão pela Missão de Jesus”

Saudamos com profunda gratidão, a partir de Fátima, todos os membros da SMBN e aqueles que, em comunhão eclesial, nos acompanharam pela oração e pelo compromisso missionário.

1. A XIII Assembleia Geral da SMBN decorreu no contexto de algumas efemérides de cariz missionário, às quais não podemos deixar de fazer referência, aproveitando a oportunidade para nos deixarmos estimular a um relançamento da nossa vivência apostólica. Apraz, em primeiro lugar, recordar o centenário da morte do grande bispo missionário D. António Barroso, um homem cuja vida foi inteiramente plasmada pela missão e que – juntamente com outras personalidades da Igreja portuguesa de então, tais como D. Teotónio Vieira de Castro e D. João Evangelista de Lima Vidal – contribuiu para a criação daquilo que, por vontade expressa do Papa Pio XI, viria a ser a Sociedade de Vida Apostólica da qual nos alegramos de fazer parte.

A segunda feliz circunstância na qual decorreu a nossa Assembleia Geral foi o aproximar-se do ano comemorativo do centenário da Carta Apostólica Maximum Illud, do Papa Bento XV, com data de 30 de novembro de 1919, “Sobre a Propagação da Fé Católica no Mundo Inteiro”, e que culminará com o Outubro Missionário Extraordinário 2019, «de modo que se desperte e jamais nos seja roubado o entusiasmo missionário» (Papa Francisco). Assim, acolhemos com alegria o convite que, em vista da nossa Assembleia Geral, nos chegou da Congregação para a Evangelização dos Povos, a que, nesta comemoração saibamos «reavivar o ardor e a paixão pela missão de Jesus» (Cardeal Filoni, 18 de junho de 2018) e para que este ano possa ajudar-vos a colocar a missão de Jesus no coração da vossa família, transformando-a em critério para medir a eficácia das vossas estruturas, os resultados dos vossos trabalhos, a fecundidade dos vossos ministros e a alegria que sois capazes de suscitar (ibidem).

Na sequência desta comemoração, a Conferência Episcopal Portuguesa – e é a terceira circunstância que acompanha a XIII Assembleia Geral da SMBN – proclamou um Ano Missionário (outubro de 2018 a outubro de 2019), garantindo que «a dimensão missionária estará subjacente às iniciativas pastorais diocesanas e nacionais ao longo do Ano Missionário» (194.ª Assembleia Plenária da CEP, abril 2018).


 

 

 

2. Conscientes da urgência de discernimento, os membros da Assembleia começaram por fazer o diagnóstico da realidade hodierna da SMBN em ordem a estudar, com lucidez e em transparência, caminhos de futuro. Concentraram-se, particularmente, na avaliação do peso das atuais estruturas e dos serviços, procurando formas de simplificação e de resposta mais eficaz aos desafios e às prioridades de hoje. Neste âmbito, mereceram especial destaque as áreas da formação e da economia. No que diz respeito à formação, salientaram-se a necessidade de relançar a Pastoral Vocacional em Portugal, a instituição do Seminário Internacional em Valadares e o estudo da eventual criação de um seminário filosófico único. Quanto à economia, advertiu-se para a urgência de uma maior sinergia entre a corresponsabilidade que é pedida a cada um dos membros da SMBN, e o funcionamento efetivo dos Conselhos Económicos a nível geral, regional e local, conforme previsto pelas nossas Constituições.

Estas determinações de caráter prático apenas poderão ser atuadas a partir de uma revitalização da nossa identidade de missionários em comunidades fraternas e apostólicas (cf. Const. 14), que constituem o ambiente próprio para que sejamos, hoje, nos quatro continentes em que nos encontramos, verdadeiros narradores da «beleza do amor salvífico de Deus manifestado em Jesus Cristo morto e ressuscitado» (Evangelii Gaudium, 36). Estamos conscientes da nossa fragilidade, mas acreditamos que será possível uma transformação que nos leve a viver a nossa vocação missionária, em comunidades apostólicas, unidos na oração, na escuta assídua da Palavra, alimentados, fortalecidos e enviados pela Eucaristia, em constante conversão e na partilha fraterna (cf. Atos 2,42-47).

3. Olhamos com renovada esperança o tempo que seguirá a esta Assembleia e gostaríamos de poder contagiar todos os membros da SMBN. Sentimo-nos desafiados, tanto nos campos de mais antiga presença como nos mais recentes, a olhar a realidade de modo novo, discernindo aquilo que o Espírito está já a operar e para o qual não deixará de solicitar o nosso contributo. Nesse sentido, foram indicadas áreas, tais como Catequética, Diálogo Inter-religioso e Promoção Vocacional. Todos, sem exceção, estamos convocados a que colaboremos. Merecem especial menção os nossos irmãos mais frágeis, que nos acompanharão pelo seu exemplo de vida e pelo seu ministério de intercessão.

Para o desenrolar das nossas reflexões, ajudaram-nos o Dr. Michel Tudrej, D. José Tolentino Mendonça e D. António Couto, Bispo de Lamego e membro de direito desta Assembleia. A presença das Missionárias da Boa Nova, dos Leigos Boa Nova e da direção da ARM fortificou os laços que nos unem na mesma caminhada missionária. A todos ficamos muito gratos.

Agradecemos também a gentileza e a cordialidade de quem garantiu o nosso conforto neste Seminário de S. Francisco Xavier durante esta Assembleia.

Fátima, 03 de agosto de 2018

 
 

 
 
 
 
Share